quarta-feira, 16 de março de 2016

Programa Latino-americano da Open Society Foundations recebe propostas para apoio ao longo do ano


A Open Society Foundations –  criada pelo filantropo George Soros, em 1979, e que reúne diversas fundações com escritórios regionais instalados em dezenas de países pelo mundo –  conta com umPrograma Latino-americano, que recebe de forma permanente propostas de solicitação de apoio financeiro.
A iniciativa apoia o trabalho das organizações da sociedade civil e sua participação construtiva no desenvolvimento, implementação e fiscalização das políticas públicas locais e regionais em quatro áreas de conflito: Responsabilidade e Transparência; Debate Político e Diálogo; Direito Humanos; Segurança de Cidadãos.
Nestas áreas, são prioritários projetos: que incentivam  a avaliação e o monitoramento das políticas de governo; que promovam a defesa da política construtiva e de diálogo entre a sociedade civil e os governos relativos às questões de segurança do cidadão, a aplicação da lei e das políticas judiciais; que promovam os direitos humanos e reforcem o Estado de direito; que motivam uma maior participação na formulação de políticas internacionais de redução de conflito e reforçam a governança democrática e a justiça social.
O programa trabalha em estreita colaboração com a Fondation Connaissance et Liberté no Haiti e também colabora com outros programas da Open Society, como o Programa de Informação, Programa Global de Políticas sobre Drogas, o Programa de Mídia e o de Justiça.
Para participar da seleção, as organizações interessadas devem elaborar uma carta (em inglês), com até duas páginas, explicando a missão da entidade, a descrição do projeto, os principais objetivos e estratégias propostas para a iniciativa, o total de verba que deseja solicitar para o projeto e a sua duração.
A carta de requerimento deverá ser enviada para o e-mail:latinamerica@opensocietyfoundations.org. O retorno é feito em até seis semanas.
Ao longo das últimas três décadas, a Open Society Foundations já investiu mais US$ 13 bilhões de dólares nos vários programas promovidos pelo mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário